Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



tema da solidão VIII

Sábado, 09.02.08
Posted by Picasa

resumo o movimento
um dedo um passo um contratempo
o rio o sono a aventura
um tempo
solitário e abismado

um plano longo aborrecido
onde a ternura
resiste em eflúvios perfumados
nas rosas do jardim
dos teus sentidos

por dentro da escrita
sabe-se o poema
unidade dispersa iluminada
pela mágica cadência de fonemas
que fora dela
não querem dizer nada

construo o movimento

o universo é inventado
um pouco
nos meus versos
e deles faço sangue
ou lume ou ferida

mas caio desta certeza
e o poema
por mais belo que seja
não compensa
um só minuto vivo
nesta vida

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Carlos Alberto Correia às 14:50


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.