Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



compre o novo televisor (a cores) - poema

Sábado, 03.02.07
I

atenção queridos consumidores
acabou de chegar o novo gadget
atenção atenção muita atenção
corra imediatamente ao seu fornecedor
adquira-o o mais rápido possível

a partir de amanhã já será tarde
a partir de amanhã já você estará classificado
ao lado dos párias dos desintegrados dos irrelevantes sociais

e tudo por não ser razoável
e tudo por não ter querido comprar o novo gadget
e tudo por não ser proprietário desta maravilha técnica
da nova televisão a cores

II

comprometa-se hoje mesmo comprando o televisor
quem não tem um terá que ter
grandes facilidades de pagamento basta assinar de cruz
não é preciso fiador

existimos para o servir
você é o nosso prazer
o nosso fim absoluto

mas compre o televisor


III

se o não fizer vai-se arrepender
vai deixar de ser visitado pelo seu cunhado
feliz possuidor de um carro convertível
e de um seguro de vida maior que o valor da sua vida

- dizem que se vai suicidar dentro de dois anos
quando da próxima queda de valores na bolsa -

se não comprar o televisor será marginalizado no emprego
as suas opiniões serão postas em causa
e ninguém ousará recomendar
um cidadão incapaz de adquirir um objecto
tão conforme à racional utilização dos seus lazeres

IV

é melhor comprar já um televisor a cores

quem o avisa seu amigo é
escute a sabedoria popular
vá lá compre o televisor
tudo está estudado
vai ver a satisfação que ele lhe vai dar

vai ver a vida toda colorida
as locutoras mais bonitas e até
as coxas da vedeta serão mais reais
bem na sua casa tão na sua cama

durma impunemente com a sua vedeta
todas as noites
em cores naturais
no horário marcado

faça parte do grande adultério colectivo
sinta-se irmanado na grande sociedade
dos fornicadores do pequeno écran

faça tudo quanto dizemos vá
você não é mais que os outros ouviu
compre a merda do televisor ou ainda se lixa

V

olhe que tudo está cientificamente estudado
o aparelho é bastante caro para poder ser
objecto de prestígio
facilita-se imenso o pagamento
para que muitos o possam ter - ao menos
como objectivo - democratiza-se a máquina
sem a deixar cair na demasia da posse
para que tê-la seja estar um pouco acima
possui-la seja pertencer ao grupo
adquiri-la seja conseguir a admiração nocturna
dos amigos não possuidores

VI

vá depressa não seja anjinho compre o televisor
não seja palerma não deixe que o seu irmão
lhe coma as papas na cabeça
recorde-se que foi ele quem primeiro comprou
a iogurteira automática que faz iogurte sem leite

já tinha sido ele quem adquiriu
primeiro que todos
um andar na moderna zona residencial
do esgoto-à-porta

já foi ele quem primeiro teve um filho
já foi esse filho quem primeiro ganhou o concurso
do bebé mais nestlé do ano rechonchudo

e você que faz

não seja palerma
não se deixe ficar para trás

VII

então seu cabrão
compra o televisor
ou não

VIII

últimas notícias do rádio conta-dores

foi hoje fuzilado ao alvorecer
por um pelotão de bons consumidores
o senhor fulano de tal
indivíduo perigosamente associal
que se negou a comprar
um novo televisor a cores
sistema pal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Carlos Alberto Correia às 19:37


1 comentário

De Pedro Estadão a 04.02.2007 às 17:20

Genial!

Parabéns.

Comentar post








comentários recentes