Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Karta abrida ós tupidos k diz male do sistema de edukassão

Quinta-feira, 03.09.09



Barreiro, 2 de Çetembro de 2024

Xenhor dretor:

Vai fecar bem barafundado ao receber esta minha. Mas seu lhe diser cos amaricanos apezar de serem gajos brutos e sem coltura como agente sabe iventaram uma manera de cumunicassao co passado já fica a perceber a marosca. E assim um genero de canal mimoria mas k premite cagente escogna o pasado k ker ver.

Çei muto bem k tam ai em tempu de ileicoes e ca eskerda nam sabi faser mai nada k dizer male da pulitica de inducassao do inginheiro Xocrates de da menistra Lurdes. Iço e uma a fronta nam so ao groveno bestiale deses sinhores cumo uma froma de despritijo de kantos comaeu fazeram o encino secondario neça epoca.

Çei bem que nam foxem eles euca nunca ter akabado o insino secondario. Cumo era jove dava faltas todos dias. Kem me valeo foi a çenhora menistra Lurdes k nam premitio cós çafardanas dos profs me xumbaçem por faltas. Tamem não deixou k so pro não çaber a procaria da materia nam ma deichazem paçar de ano. Inda ma lembra do barulho cós gajos fazeram. Kakilo era prastatistica co foturo saria de anafabetos funsionais cagente avia de ficar no rabo da eropa e era todo tretas. Basta vermamim i o me primo que fes o 12 ano nas novas oprotunidades e cagora vive munta bem aqui no Algrave a çervir no restorante ao ingleses, franseses e lemoes k jacatam de novu a gosar o klima e as augas kentes.

Agente pra çervir no terismo nam preciça de çaber aquelas coisas do zarolho pareçeme que se xamã os lucindas e e uma cuscuvilhize do carlos da maia andar a dromir com a irman. Çisto e la coiza ksensine a crianças nuvinhas.

Xame a atenzam no seu jronal para a neçeçidade de elejer de novo o sinhor inginheiro pra ca Lurdes poça voltar a dar no coco aos deslanbidos dos prof. Pra ver çeles ganham juiso e por pura malvades nam crotam a pernas aqules k comaeu so kerem vençer na vida e comsegir uma boa vida cum karrinho e um plaxma pra se desstrair opois do trabalho.

Penço k sou um bom esemplo das medidas acertadas desse groveno k estaquaze acabar. Nam neguen a poçibilidade deles continureim a faser tambom trabalho para o foturo de tudos nos. Votem neles pra puodermos garantir uma suciedade onde todos tenhao direito a fazer o 12 ano sem medo de xumbarem. Viva a igoldade.



Publicado in “Rostos on line” – http://rostos.pt


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Carlos Alberto Correia às 14:09


5 comentários

De D. Jorge, Mestre de Aviz a 04.09.2009 às 09:00

Frei Humberto, que é muito dado a estas coisas dos blogs, chamou-me, respeitosamente, a minha atenção para este escrito do Frei Carlos.
Meu Deus, o homem pifou de vez, exclamei. Frei Humberto, respeitosamente, disse-me que pifar não é termo bíblico.
Ai não, frei Humberto? Então Noé não apanhou um grande pifo com o tinto de Borba?
Voltando a frei Carlos, ele na escola primária até não era mau nas redacções, mas nos versos...
Agora dar tantos erros só significa que pifou. Tão novo nos seus oitenta anos! Desconfio que foi por causa de um livro que, às minhas escondidas, andava a ler. Um de capa amarela escrito por um obscuro frade albanês, Anacleto de seu nome, sobre como acabar com os capitalistas. Quando o convento precisasse de uma pintura nova quem nos daria a tinta?
Além de pedir a Deus que tenha misericórdia de frei Carlos, vou dizer a frei Mário, tão ocupado que anda com a gripe dos javalis, que lhe dê umas vitaminas à moda de Jesus. Talvez resultem.

De Carlos Alberto Correia a 04.09.2009 às 14:35

Estou positivamente "à rasca". Escarmentado de tão violento modo pelo mestre da minha ordem receio que venha a ser acusado de cismático e que "priso" por ter cão "priso" por não ter, venha a alta direcção da Ordem mandar encerrar o blogue às Sextas-feira.

Depois como hei-de eu fazer dois reparos a D. Jorge sem que isso piore a minha situação na ordem? É que, ele não por preclaro e bem mandatado, alguém, com intuitos sombrios, o levou a confundir a personagem com o autor levando à confusão de atribuir tal forma de escrita ao seu humilde servo; depois porque, ao comparar-me com Noé, se esqueceu que depois do pifo, tendo ele adormecido, as filhas ao verem-no descomposto, com ele praticaram incesto. Ora como convém à moral e bons costumes da Ordem, isso implicaria que tivesse quebrado os meus votos de castidade e fosse pai de mulher púbere. O que não é o caso.

Peço assim reverentemte a D. Jorge que reavalie o meu caso e me evite os incómodos de umas férias na inquisição, sabendo, como sei, como eles são tão amantes de churrasco.

Requeiro, embora não seja merecedor, a sua benção e o seu perdão.

Frei Carlos, membro menor da Sereníssima Ordem de Avis

De kira a 04.09.2009 às 18:40

não há desculpas. d. jorge tem toda a razão.
que se acenda a fogueira na praça por ordem da santa inquisição.
amen

De D. Jorge, Mestre de Aviz a 05.09.2009 às 07:26

Depois de ter ouvido, por sugestão do frei Gama, um senhor professor primário, muito sábio e conhecido, que até dá aulas nos intervalos das manifestações que organiza, passei toda a noite em profunda meditação e resolvi, frei Carlos, dar-te a minha benção e o meu perdão.
Mas terás de cumprir uma penitência, bem benévola, por sinal.
Depois de pedires a frei Gama um pincel dos mais finos e tinta vermelha, vais escrever cem vezes na parede do galinheiro do Mosteiro esta frase: a çenhora menistra da inducação é fiche!

De Carlos Alberto Correia a 06.09.2009 às 00:20

D. Jorge:

Cumpro a penitencia só que, desculpe-me o atrevimento, escreveu mal a palavra fiche. Assim. no cumprimento do meu dever cá vai a frase:

"a çenhora menistra da inducação é fish". Leiam este frase cem vezes e penso já ficar perdoado.

Comentar post








comentários recentes